Porto Alegre, quinta-feira, 12 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Zuckerberg admite que também teve dados violados por consultoria

O presidente executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, passou mais de cinco horas respondendo a perguntas de deputados americanos, durante sessão do Comitê de Energia e Comércio da Câmara dos Estados Unidos, realizada nesta quarta-feira (11). Foi o segundo em que Zuckerberg prestou esclarecimentos no Capitólio já que, na terça-feira (10), ele foi sabatinado pelo Senado. O que mais chamou a atenção durante o depoimento do executivo foi a revelação de que ele próprio é um dos 87 milhões de usuários do Facebook que tiveram dados pessoais coletados pela consultoria Cambridge Analytica, por meio de um aplicativo na plataforma – escândalo que levou o Congresso a submetê-lo às primeiras audiências desde que criou a rede social, em 2004. No mercado financeiro, após se manterem instáveis durante a audiência, as ações do Facebook fecharam o pregão cotados a US$ 166,32, em alta de 0,78%.
 

FOTO CHIP SOMODEVILLA/GETTY IMAGES/AFP/JC
12/04/2018 - 17h02min