Porto Alegre, segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Protestos na Sapucaí têm prefeito Judas, patos fantoches e presidente vampiro

O primeiro dia de desfiles das Escolas de Samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro, neste domingo (11) na Marquês de Sapucaí, foi marcado por protestos. Em um carro alegórico, a Mangueira transformou o prefeito Marcelo Crivella, que cortou o repasse de verbas para o Carnaval, em um boneco de Judas. O carro trazia ainda os dizeres: "Prefeito, pecado é não brincar o carnaval". Mais além foi a Paraíso do Tuiuti, que trouxe o tema Meu Deus, Meu Deus, Está Extinta a Escravidão?, sugerindo que a escravidão prossegue nos dias atuais através da exploração dos trabalhadores. A ala dos Manifestoches apresentava passistas vestidos como patos, manipulados como fantoches, numa alusão aos protestos políticos apoiados pela Fiesp. No último carro alegórico, o destaque Leo Morais apareceu fantasiado de Vampiro Neoliberalista – trajando uma faixa presidencial, numa referência ao presidente Michel Temer.
 

FOTO MAURO PIMENTEL/AFP/JC
12/02/2018 - 13h45min